quinta-feira, 23 de abril de 2009

30 MILHÕES NA MATUR

30 milhões na Matur
Empresa avança logo após o aval da Câmara cujo 'timing' é de dois meses
Data: 23-04-2009
Acima de 30 milhões de euros é o montante global do investimento que a empresa continental Redeloeste prevê aplicar na Matur.O projecto em fase de apreciação na Câmara Municipal de Machico deverá ser aprovado no prazo de dois meses. "Está praticamente pronto; falta pedir o parecer das entidades externas e estará em condições de ser aprovado", adiantou, ontem, ao DIÁRIO, António Olim, o vereador com o pelouro das obras públicas e particulares. Para a zona da antiga piscina olímpica da Matur, a Redeloeste quer avançar com uma componente comercial e habitacional (apartamentos), uma obra que vai obrigar à rectificação do zonamento em termos de Plano Director Municipal (PDM).Na área do miradouro, vai ser construído um 'Club House' com quartos para aluguer e está também previsto um investimento com uma vertente mais imobiliária que, segundo a Redeloeste, pode passar pela construção de moradias para venda ao consumidor final ou, consoante a resposta do mercado, 100% direccionadas para o turismo.Paulo Ferreira, administrador da empresa continental, diz que a intenção é avançar imediatamente após a aprovação camarária. "O 'Club House' é para avançar já e o restante é para ir avançando: estamos a falar de um projecto de três anos", afirma o empresário. 40% das fracções vendidasNo que concerne às moradias recuperadas na Matur, Paulo Ferreira diz que os níveis de venda superaram as expectativas."De 70 fracções temos para vender na casa de 30 fracções", adiantou, ontem, o administrador da Redeloeste.A satisfação do empresário é partilhada pelo presidente da Câmara de Machico. Emanuel Gomes destaca a importância do investimento que, para além de revitalizar a zona da Matur, vai reverter na criação de postos de trabalho.Empresa avança logo após o aval da Câmara cujo 'timing' é de dois meses
Data: 23-04-2009
Acima de 30 milhões de euros é o montante global do investimento que a empresa continental Redeloeste prevê aplicar na Matur.O projecto em fase de apreciação na Câmara Municipal de Machico deverá ser aprovado no prazo de dois meses. "Está praticamente pronto; falta pedir o parecer das entidades externas e estará em condições de ser aprovado", adiantou, ontem, ao DIÁRIO, António Olim, o vereador com o pelouro das obras públicas e particulares. Para a zona da antiga piscina olímpica da Matur, a Redeloeste quer avançar com uma componente comercial e habitacional (apartamentos), uma obra que vai obrigar à rectificação do zonamento em termos de Plano Director Municipal (PDM).Na área do miradouro, vai ser construído um 'Club House' com quartos para aluguer e está também previsto um investimento com uma vertente mais imobiliária que, segundo a Redeloeste, pode passar pela construção de moradias para venda ao consumidor final ou, consoante a resposta do mercado, 100% direccionadas para o turismo.Paulo Ferreira, administrador da empresa continental, diz que a intenção é avançar imediatamente após a aprovação camarária. "O 'Club House' é para avançar já e o restante é para ir avançando: estamos a falar de um projecto de três anos", afirma o empresário. 40% das fracções vendidasNo que concerne às moradias recuperadas na Matur, Paulo Ferreira diz que os níveis de venda superaram as expectativas."De 70 fracções temos para vender na casa de 30 fracções", adiantou, ontem, o administrador da Redeloeste.A satisfação do empresário é partilhada pelo presidente da Câmara de Machico. Emanuel Gomes destaca a importância do investimento que, para além de revitalizar a zona da Matur, vai reverter na criação de postos de trabalho.
Diário de Noticias - 23.04.2009

3 comentários:

JF disse...

Vi há dias o projecto em papel e parece ambicioso.

Terá mesmo pernas para andar, com a crise, e o enfatuamento típico em proximidade de eleições, ou é mesmo uma realidade á beira de acontecer?

JF

loo rock disse...

Caro JF,
Parece praga o que tem acontecido em Agua de Pena nos últimos 50 anos! A ganância de alguns, mania das grandezas e outros disparates, que não vou referir em parte por que me são dolorosos, deixaram as coisas acontecer... naturalmente! Quem nasce torto... mas haverá sempre esperanças no horizonte, e o caso do aeroporto do Funchal, ter sido aproveitado a zona inferior da pista é uma delas... Haja inspiração divina!!!

C4TO disse...

Alguém sabe de novidades desse Projetco Club House?