terça-feira, 3 de maio de 2011

A MACHICO - Na fralda de dois íngremes rochedos

Na fralda de dois íngremes rochedos,



Que levantam aos Céus fronte orgulhosa,


Existe de Machim a Vila idosa


Povoada de escassos arvoredos.



Pelo meio, alisando alvos penedos,


Desce extensa Ribeira preguiçosa,


Porém, tão crespa na estação chuvosa


Que aos íncolas infunde respeito e medo.



Ás margens dela em hora atenuada,


Vi a primeira luz do sol sereno,


Em pobre sim, mas paternal morada.



Aos trabalhos me afiz desde pequeno.


O abrigo deixei da Pátria amada


E vim ser infeliz noutro terreno.

Francisco Álvares de Nóbrega
Poeta Machiquense 1773-1866

Sem comentários: