sábado, 24 de setembro de 2011

XXI MOSTRA DA SIDRA - SANTO DA SERRA



Com o propósito de relançar a divulgação duma tradição secular que constitui o fabrico da Sidra, na freguesia do Santo da Serra, realiza-se uma fez mais a mostra da Sidra, nos dias 24 e 25 de Setembro, esta de carácter popular em homenagem a esta bebida. Esta festa conta com um cortejo, que inclui a pisa do pêro, bem como muita animação e exposições alusivas ao tema.




Programa

Sábado, 24 de Setembro de 2011

18H00 - Visita das Entidades Oficiais aos Pavilhões de Exposição com a presença do Sr. Director Regional da Agricultura

Início do Pisar dos Pêros/Maçãs

18H30 - Grupo Cultural e Recreativo da Casa do Povo de Santo António da Serra

19H00 - Missa na Igreja Paroquial do Santo da Serra

19H45 - Grupo de Romagem da Pereira

20H30 - Conjunto Musical Cró Banda

23H00 - Cristina Barbosa e sua Banda

24H00 - Discoteca ao Vivo

02H00 - Encerramento

Domingo, 25 de Setembro de 2011

11H00 - Missa na Igreja Paroquial do Santo da Serra

12H00 - Música Ambiente

14H00 - Grupo Cultural e Recreativo da Casa do Povo de Santo António da Serra

15H00 - Intervenção de Sua Excelência o Presidente do Governo Regional da Madeira

15H30 - Artista convidado José Alberto Reis

16H30 - Grupo de Danças da Casa do Povo de Santa Cruz “Latin Street Dancer’s”

17H15 - Grupo de Folclore da Casa do Povo de Santa Cruz

18H15 - Ventos do Norte

19H30 - Grupo de Romagem da Pereira

20H00 - Tuna Estudantina

21H00 - Paulo Costa e suas Bailarinas

24H00 - Encerramento

Organização:

Casa do Povo do Santo da Serra



Sidra – Um produto anterior à era de Cristo

Existem diversas opiniões e teorias sobre o aparecimento da Sidra, sendo que a maioria afirma ter origens anteriores ao tempo de Cristo. A civilização Egípcia (3.000 AC) e, mais tarde, os Gregos (600 AC) são apontados como grandes apreciadores deste tipo de produto.

Outros, julgam que a sua origem está numa bebida que os Celtas (800 AC) extraíam das maçãs. Estes terão sido os responsáveis pela expansão do produto por toda a Europa.

A Sidra foi sempre um produto de grande tradição na Europa, sobretudo na França – principal produtor actual – no Reino Unido, Bélgica e Alemanha.

Quando os Europeus conquistaram a América levaram consigo as técnicas de cultivo das maçãs e elaboração da Sidra. No século XVIII, nos Estados Unidos, os alunos da ‘Harvard Business School’ consumiam-na diariamente já que fazia parte da sua dieta. Ao contrário do Whisky e outras bebidas alcoólicas, a Sidra tinha uma boa imagem e era frequentemente consumida em celebrações de todo o tipo. Devido à aceitação que tinha, durante o período da ‘Lei Seca’, foram efectuadas diversas manifestações para que fosse excluída da lista de bebidas proibidas.

Os três primeiros presidentes dos Estados Unidos, George Washington, John Adams e Thomas Jefferson, foram consumidores acérrimos de Sidra e numerosos presidentes ofereciam-na nas suas recepções. William Henry Harrison (1773-1841), por exemplo, chegou a utilizar um barril de Sidra como logótipo da sua campanha.

A Sidra em Portugal

Este produto, tal como noutros locais da Europa, foi introduzido pelos Celtas e fazia parte da chamada Dieta Atlântica. A Sidra era tradicionalmente do norte mas praticamente desapareceu. Restam apenas alguns registos de pequenas produções caseiras e artesanais, com especial destaque para a Região Autónoma da Madeira onde ainda hoje é costume beber-se alguma Sidra.
Fonte:C.M. Machico

Sem comentários: