terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

À ESPERA DO AVIÂO


14 de Março de 1965 - Aí estamos nós! Sentados na miudinha pedra do jardim, esperamos que o avião desponte no horizonte. Viras a cara para o lado, não sei em que pensavas ou evitavas o Sol. Ao fundo, as portas da sala, à direita o silêncio da capela de quando em vez quebrado pelos toques do sino, enquanto eu admirava o circulo colorido do vitral. O tempo parava para nós! Mas o tempo silencia o nosso pensamento...   

Sem comentários: